Você sabia que a pele é o maior órgão do corpo humano? E que ela pode chegar até 9 metros de comprimento e pesar quase 5 Kg? Isso mesmo, ela representa mais de 15% do peso corporal. Apresenta várias funções importantes como a proteção do corpo contra agressões químicas, mecânicas ou tóxicas e contra microrganismos invasores; proteção do frio e do calor regulando a temperatura corporal; mantém o equilíbrio de líquidos corporais impedindo a perda de água.

A pele é constituída de três camadas, são elas: a epiderme, a derme e a hipoderme. A epiderme é a camada onde há o maior número de células e com uma dinâmica de renovação extraordinariamente elevada. Seus tipos celulares são: os queratinócitos que produzem a queratina; os melanócitos que sintetizam a melanina; as células de Langerhans responsáveis pela imunidade e células de Merkel que são as células sensoriais. Já a derme é a camada responsável pela resistência e elasticidade, formada por tecido conjuntivo fibroelástico, sua matriz extracelular contém colágeno, elastina e reticulina; nesta camada encontramos as terminações nervosas responsáveis pelo tato e pressão. Por último, temos a hipoderme, que é composta de tecido conjuntivo mole e tecido adiposo, por onde passam os vasos e nervos, é neste tecido que se armazena energia, servindo também como isolante térmico e protetor mecânico.

Os tratamentos tópicos, assim como os hidratantes, apenas penetram na epiderme, pois não conseguem ultrapassar a união dermoepidérmica, mas, não significa que não tenham efeito, porque na epiderme é onde ocorre a maior replicabilidade celular, com isso, as células conseguem crescer mais saudáveis e não sofrem estresse oxidativo. Quando queremos atingir camadas mais profundas, devemos utilizar técnicas invasivas (por exemplo as injeções).

E como atua o hidratante? Ele também age diretamente na epiderme, mas, existem algumas funções que o diferencia, vejamos algumas: o hidratante  pode ser umectante, oferecendo proteção para  pele, contra a perda de umidade, ou seja, ajuda a pele manter sua umidade natural. Pode ser emoliente, proporcionando hidratação para a pele,  e restaurando a oleosidade perdida devido ao seu ressecamento, são constituídos de água, óleos e gorduras, pode também ser oclusivo, formando um filme na pele, que impede a perda de água pela  epiderme através da evaporação, são constituídos de óleos vegetais e/ou Lanolina.

É consenso que toda pele precisa de hidratação, mas como escolher o hidratante ideal para sua pele?

Primeiro temos que descobrir qual é o seu tipo de pele:  seca, oleosa, mista ou normal. Basicamente, escolhemos hidratantes mais suaves  para pele oleosa, a fim de diminuir a produção de óleo; cremes de hidratação elevada para pele seca, objetivando repor a água necessária; cremes com ação dupla para pele mista; já para a pele normal, usamos fórmulas oleosas.

A pele é uma parte importante da sua saúde e merece muita atenção e cuidado, mantê-la hidratada é fundamental para o fortalecimento da barreira cutânea, impedindo o ressecamento, o toque áspero, a coceira, a sensibilidade e as infecções. Por tanto, precisamos investir em produtos de qualidade em nosso ritual diário de cuidados. Sinta na pele essa diferença!